Travessa WE 32,nº 642 - Cidade Nova V - Coqueiro
CEP: - Ananindeua, PA | Tel.: (91) 3273-3191/981363506

Horários de Missas
Segunda, Terça, Quarta e Sexta - 18h30
Quinta-feira - 6h30 e 18h30
Sábado - 6h30 e 17h30
Domingo - 7h e 18h30
Veja mais


A Paróquia

Na década de 80, a comunidade Santa Rita de Cássia era o grupo Eclesial que representava a Igreja Católica na Cidade Nova como um todo. De acordo com o Monsenhor  Raimundo Possidônio Carreira da Mata (Pe. Cid), que na época ajudava o padre Cícero Araújo de Almeida na missão e nas celebrações de missas, a escolha do nome da comunidade foi feita com os fiéis por meio de uma votação durante um domingo de missa. O nome mais votado foi o de Santa Rita de Cássia, que hoje é a padroeira da Cidade Nova V.

Segundo Monsenhor Cid, a Região da atual Paróquia Santa Rita de Cássia, era formada por uma comunidade que pertencia a Paróquia de Santo Antônio do Coqueiro, como era conhecida na época, atualmente, Paróquia Santo Antônio de Pádua, que já completou seus 50 anos.

Com o surgimento do Conjunto Cidade Nova V, os padres e leigos reivindicaram junto a Cohab (Companhia Habitação) a doação de um terreno para a construção de uma capela para as celebrações. A inauguração e fundação da igreja foi no dia 04 de agosto de 1990.

No dia 04 de agosto de 2015, foi celebrado o jubileu de prata (25 anos) da instituição da Paróquia Santa Rita de Cássia, localizada na Cidade Nova 5 We 32 n 642, em Ananindeua.

Durante o período da construção da Paróquia Santa Rita de Cássia, passaram por ela, os seguintes Padres: Pe. Paulo Cezar Falcão da Rocha (Pe. Paulo), Pe. João Evangelista (Pe. João), Pe. José Evangelista, Pe. José Maria Carvalho Alves (Pe. Zezinho, in memória).

Hoje, a Paróquia Santa Rita de Cássia é constituída pelas Comunidades, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Santa Mônica, São Benedito e Voz que Clama no Deserto. A Paróquia tem como Pároco: Pe. André Teles e como Vigário Padre Romeu Ferreira da Silva é composta por varias Pastorais que ajudam nas atividades paroquiais.

Decorrido mais de 100 anos de sua canonização, é visível o aumento da devoção dos fieis a Santa Rita de Cássia.